Combata o mosquito em áreas públicas

Denuncie Imóveis fechados ou abandonados.

 
Retire pneus em locais descobertos e com água parada.


 
Remova a água parada de contêiner de lixo aberto.
 


 

Combata o mosquito em apartamentos

Não deixe água acumulada pela laje.

 
Faça manutenção do beiral das janelas para não acumular água.
 
Observe o depósito de água dos bebedouros.
 


 

Combata o mosquito em casa

Remova folhas e galhos que possam impedir a água de correr pelas calhas.
 
Lave os bebedouros de animais semanalmente com bucha ou escova.

 
Mantenha a caixa d’agua bem fechada. Coloque também uma tela no ladrão da caixa.

 


 

Principais sintomas

O mosquito Aedes aegypti é transmissor de algumas doenças, conhecidas como arboviroses. É importante ressaltar que somente os mosquitos infectados transmitem a doença. As principais doenças transmitidas pelo Aedes aegypti são:

Febre Amarela: febre alta, mal estar, dores musculares, dor de cabeça e calafrios.

Dengue: febre alta súbita, dor de cabeça e dor no corpo e articulações, náuseas e vômitos, também podem haver manchas vermelhas no corpo e coceira.

Zika: recente no Brasil e que tem provocado muita preocupação, principalmente nas gestantes, pelo fato de estar sendo associada às ocorrências de microcefalia em recém-nascidos. Sintomas: febre não muito alta, dor de cabeça, dor nas articulações, manchas vermelhas no corpo com coceira, vermelhidão nos olhos e cansaço, em algumas pessoas pode não ter nenhum sintoma.

Chikungunya: doença que ocorre junto com a dengue e cujos sintomas se confundem: febre alta súbita, dor de cabeça constante, manchas vermelhas no corpo com coceira intensa e dor forte nas articulações com inchaço.

 

Mitos e verdades sobre o mosquito Aedes Aegypti

Citronela, andiroba e óleo de cravo: estes produtos funcionam para afastar o mosquito Aedes aegypti?
Essas alternativas não são totalmente ineficazes, mas elas não garantem o resultado que as pessoas esperam com relação ao Aedes aegypti. O indicado é observar o que o Ministério da Saúde recomenda: tirar 10 minutos do tempo de cada um, e o próprio cidadão inspecionar a sua casa, verificar se não há nenhum depósito com a água parada, depósitos expostos à chuva ou qualquer objeto que possa acumular água.


 
O mosquito Aedes Aegypti só pica de dia?
Aedes aegypti tem hábitos diurnos, no interior da residência ele pode ser encontrado, preferencialmente, em locais sombreados e escuros, como por exemplo, atrás da geladeira, atrás das cortinas, atrás do guarda-roupa.

Aedes pode se alimentar de sangue humano durante o dia inteiro. O cidadão deve arejar a casa, abrir as janelas, ventilar o ambiente, pois o inseto tem fotofobia (aversão à luz). Assim, recomenda-se manter a casa diariamente arejada e clareada.

Mas, atenção: se existir algum espécime do vetor dentro de casa, em que o morador passe o dia inteiro fora e inexistir fonte de alimentação, pode ocorrer do Aedes aegypti picar no período da noite. Ele é um mosquito inteiramente adaptado e adaptável ao meio urbano. Comumente, ele pica durante o dia, mas dependendo da necessidade e do ambiente, ele pode picar a noite também.

 
O mosquito Aedes Aegypti  se reproduz apenas em água limpa?
Isso é um mito! Nos últimos 20 anos vem ocorrendo um processo de adaptação biológica no vetor. Hoje, com os altos índices de infestação, a probabilidade da adaptação é alta. Atualmente já encontramos Aedes em fossas, cisternas, boca de lobo, ou seja, depósitos que antes não eram explorados pelo mosquito vêm sendo utilizado para postura dos ovos. É possível encontrar o Aedes aegypti na água suja sim.


 
Fonte / Mais informações acesse: http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/aedes-aegypti

Receba mais informações de saúde

Inscreva-se em nossa Newsletter e fique por dentro de todas as notícias do Grupo São Lucas Saúde.




São Lucas Saúde